Super Banner

terça-feira, 7 de julho de 2015

Verão na Croácia - Por Thiago Crocco - Por Onde Fui

E no Por Onde Fui de hoje temos um dos nossos principais colaboradores, Thiago Crocco, que dessa vez nos prestigia com sua viagem para Croácia!

Verão na Croácia

Por Thiago Crocco

Olá meus amigos e amigas!

Hoje falarei de um lugar que está se tornando famoso no circuito de férias dos brasileiros.


Tanto na época em que estava planejando a viagem como depois dela me deparei com as perguntas: " Por que você escolheu a Croácia?", "Nossa Croácia...Onde fica isso?". As perguntas até soavam com uma entonação de reprovação. Infelizmente as pessoas têm um "pré-conceito" com o desconhecido, acho que é da natureza do ser humano, mas vamos lá...

Vamos falar um pouco da história desse país maravilhoso. Oficialmente conhecido como República da Croácia ou em croata Republika Hrvatska, é um país europeu que limita ao norte com a Eslovénia e Hungria, a nordeste com a Sérvia, a leste com a Bósnia e Herzegovina e ao sul com Montenegro. É banhado a oeste pelo mar Adriático e possui uma fronteira marítima com a Itália, no golfo de Trieste.

O país é membro das Nações Unidas, da OTAN, da Organização para Segurança e Cooperação na Europa, do Conselho da Europa e mais recentemente, da União Europeia. A candidatura da Croácia à União Europeia (UE) ocorreu em 1 de fevereiro de 2003 e a adesão a 1 de julho de 2013, sendo o segundo país formado a partir do território da ex-Iugoslávia a ingressar na UE, depois da Eslovênia em 2004.

O interesse em conhecer a Croácia se deu pela proximidade com a Itália e Grécia. Países que já conheci e adorei. A época escolhida foi na primeira quinzena de Junho onde Verão Europeu ainda estava no seu início e as férias na Europa ainda não havia começado. Mesmo assim os lugares já estavam cheios de turistas.

Foram 13 dias de viagem e 4 países. Croácia, Montenegro, Eslovênia e Suíça.(Cróacia foi a base os outros passamos apenas um dia).

Roteiro:

· 3 dias - Dubrovnik
· Day-trip para Montenegro (bate-volta)
· 3 dias ilha de Hvar
· 1 dia - Split
· 2 dias em Zagreb
· Day-trip em Ljubljana (Eslovênia)
· 1 Dia em Zürich - Suíça (apenas conexão)

A viagem começou pela cidade de Dubrovnik ao sul. Fizemos um vôo com conexão em Frankfurt. A chegada em Dubrovnik foi por volta de 18h. O Sol ainda no alto dava um tom dourado à cidade. Para os amantes de fotografia como eu, é a chamada "Golden hour" .O verão na Europa é interessante pois os dias são longos, o sol começa a se pôr por volta de 20h. Amanhece muito cedo e escurece muito tarde.

O aeroporto internacional fica a aproximadamente 20-30 min da cidade antiga ou "Old Town".

DICA 1: Se optarem por se hospedar dentro da cidade antiga, certifiquem de pegar um quarto nos primeiros andares do hotel/hostel. Além das escadas para chegar ao hotel, fatalmente você terá que subir mais alguns lances de escada. CONSELHO: hospedem-se num hotel fora da cidade velha.

O Que Fazer em Dubrovnik?

Sugiro 2 a 3 dias inteiros em Dubrovnik. A "Old Town" ou "cidade velha" já um espetáculo por si só. A rua principal ou Stradun atravessa a cidade que é repleta de lojas e restaurantes. Ela tem o charme da cidade de Veneza, mas sem os canais. Ruas estreitas com construções antigas de pedra. É proibida a entrada de carros na "Old Town" salvo carros que abastecem as lojas e restaurantes.




Aqui relaciono o que fizemos em 3 dias (2 dias em Dubrovnik e 1 bate-volta para Montenegro)

· Entrada principal - Pile Gate

· "City Wall" é a grande muralha que circunda a cidade. O trajeto leva em torno de 2h.
· Cable car/ Teleférico
· Mosteiro Franciscano
· Buza Bar
· Praia Plote
· St. Lawrence Fortress / Forte St. Lawrence

Montenegro

Montenegro fica a aproximadamente 2 horas de Dubrovnik, o país, assim como a Croácia fizeram parte da antiga República da Iugoslávia. Passamos por dois lugares Budva e Kotor. Sinceramente não achei válido devido a dois motivos:

- Day trip (bate-volta)
- Estávamos com um guia e horários definidos.

Sou do tipo que gosta de explorar os lugares com calma. Passeios corridos e com horário marcado não é minha praia. A compra foi feita pela internet e correu tudo perfeitamente bem. Ao agendar a data no site, aparecem opções de locais onde o ônibus passará. Estávamos próximos ao Hotel Hilton.




Ilha de Hvar

A chegada foi através de um Ferry Boar que pegamos na pequeno porto de Drvenik. Saímos de Dubrovnik com um carro alugado na Sixt (passarei as dicas no fim do post). No trajeto Dubrovnik - Drvenik você passará pela Bósnia-Herzegovina, prepare o passaporte pois precisará. O interessante é que são apenas alguns quilômetros de território bósnio (nesse trecho).


Uma das milhares de ilhas da costa croata, que possui em torno de 1185 ilhas. Ela é a mais conhecida e badalada. A ilha possui 70km de extensão.

Para chegar na ilha será necessário um ferry, a empresa que faz o trajeto se chama JADROLINIJA. Chegamos em Sucuraj no extremo leste da ilha . Seguimos para a cidade de Hvar localizado a Oeste, ficamos hospedados no Hvar Palace Hotel. Ótima localização!

DICA: Para aqueles que decidirem ficar no centro ou próximo, façam um contato prévio com o hotel para saber se existe estacionamento próximo. Não é permitida a entrada de carro no centro de HVAR. Paramos o carro num estacionamento que fica a alguns metros do hotel.

Mapa HVAR...






O Que Fazer em Hvar?

A ilha agrada a todos os gostos e idades. O centro possui vários restaurantes, lojas de souvenir. Já as praias, diferentemente das brasileiras, são de pedra e possuem muitos ouriços. CUIDADO! Compre um daqueles calçados emborrachados. Alugue um barco!

Para quem quiser ir "além", alugue um pequeno barco. Existem algumas ilhotas ao redor da ilha de Hvar. Alugamos um barco de 5HP que não exigia habilitação. Eles explicam de forma breve, o funcionamento do "possante" e dão um pequeno mapa. Seguimos para Palmizana Beach que fica em Plakeni.




Suba até Fortaleza Espanhola

Construída no começo do Século XVI. A fortaleza não é a original, as muralhas datadas do Séc XIII foram construídas após o pedido de proteção pelos ilhéus aos conquistadores Venezianos em 1278. Hvar foi destruída pela Frota Turca em 1571, somente a fortaleza foi capaz de proteger a população local. Em 1579 um raio atingiu o depósito de pólvora causando sua destruição. Muitos edifícios têm a mesma data de construção.




Bom meus amigos e amigas. Espero que tenham gostado do post. Caso queiram mais dicas sobre o planejamento da viagem pela Croácia fiquem à vontade para me contatar.

Passamos também pela cidade de Split em seguida fomos ao famoso parque Plitvice considerado Patrimônio da Humanidade pela UNESCO e finalizamos nosso roteiro na cidade de Zagreb,capital da Croácia.