Super Banner

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Dicas para Viajar Gastando Quase Nada!

Quem gosta de viajar às vezes se depara com um problema sério chamado "dinheiro". Tudo seria lindo se o dinheiro fosse infinito para usarmos durante viagens, mas infelizmente não é assim que funciona e temos que começar nosso planejamento sempre considerando, como primeiro tópico, o tamanho do nosso bolso.

Carteira vazia é característica comum da maioria dos viajantes!
Existem vários tipos de viajantes e vários tipos de destinos e isso também vai influenciar no seu gasto. Mas, como nós do Por Onde Vamos não temos uma fonte inesgotável de renda, precisamos sempre fazer muitas contas para conhecermos destinos bacanas sem enforcar nossos cartões de crédito.

Por isso, decidimos dar algumas dicas sobre como viajar gastando pouco e sem passar necessidades básicas! Só não se esqueçam, as dicas valem para todo mundo, independente de quanto dinheiro você tem (afinal, economizar é sempre bom!)

Pesquisa e planejamento

Toda viagem começa com planejamento e pesquisa. Independente de você preferir usar agências de viagens ou gostar de traçar todo o seu destino por conta própria, faça sempre uma pesquisa. Não tenha medo de perguntar e nem preguiça de ler o que as outras pessoas já falaram sobre o destino, hotel e passeios que te interessam. Planeje usando mapas, assim você pode economizar tempo e dinheiro com o deslocamento, tornando sua vida bem mais fácil e divertida.

Planejamento é tudo para economizar muito em suas viagens!
Ah! E quanto antes você começar a pesquisar e a planejar, melhor. Tudo que fica para última hora acaba saindo mais caro.

Passagens Aéreas

Se pretende viajar de avião, pesquise com antecedência o preço das passagens. Você pode encontrar promoções interessantes e também tem a opção de baratear o custo mudando os trechos. Procure nas companhias aéreas de baixo custo, que sempre trazem promoções relâmpagos com passagens super em conta para os mais variados destinos. Em momento algum pense que será uma viagem confortável pois na sua situação até o compartimento de bagagem ta valendo para chegar onde quer.

Prepare-se para sofrer na classe econômica, mas pense que esta indo viajar!
Hospedagem

Evite se hospedar em locais muito distantes dos centros da cidade, senão vai acabar economizando na estadia e gastando no transporte, mas se tempo não for um problema você pode ir a pé e somente gastar as suas solas.

Hostels são sempre a melhor opção para gastar menos para dormir
O ideal é se hospedar em hostels. que possuem preço mais em conta e quartos coletivos, às vezes até para 10 pessoas, diminuindo muito o preço da diária. Você pode ver também se algum amigo seu, ou amigo do amigo tem condições de te abrigar por uns dias, pois assim não gastaria nem um centavo. Mas entrar em contato com outros viajantes nos hostels por ai é sempre muito legal.

Alimentação

Aqui é onde podemos fazer bastante economia quando viajamos, e isso não significa que precisamos passar fome. Nossas avós já diziam "Saco vazio não pára em pé", então nada de cortar a alimentação quando a grana está curta.

Quem dera o café da manhã fosse assim né? Sonho de todo viajante comer tudo isso haha!
Por mais que às vezes custe mais caro, hotéis que oferecem pelo menos o café da manhã incluso no valor da diária são uma boa pedida. Comendo bem no café da manhã, você pode substituir seu almoço por lanches pequenos que podem ser feitos durante os passeios, ou seja, você não precisa entrar em restaurantes, pagar gorjetas ou pagar preços mais elevados para comer.

Supermercados oferecem maior variedade e preço mais em conta
Supermercados existem em todos os lugares do mundo, o que muda é o nome e a forma como funcionam, mas no geral todo mundo precisa fazer compras e você, turista, também pode. É nos mercados que você encontra itens a preços bem mais em conta do que em restaurantes (principalmente as bebidas). Você pode comprar biscoitos (doces e salgados), frutas, sementes (como castanhas, por exemplo), sucos, refrigerantes e até salgadinhos. Alguns ainda vendem sanduíches bem elaborados e gostosos que podem matar a fome até do mais comilão dos viajantes! 

Outra vantagem de comprar uma refeição ou lanchinho no mercado é que você pode carregar os itens na mochila, comer a qualquer momento e ainda pode sobrar para o dia seguinte.

Transporte

Algumas cidades oferecem transporte público de excelente qualidade e a preços bem justos, no entanto, se você está hospedado próximo dos principais pontos turísticos ou se a cidade não é tão grande assim (e nem perigosa), por que não conhecer tudo (ou algumas coisas) andando? Além de economizar dinheiro você ainda aprecia a paisagem!

Caso seja muito longe, tente conseguir carona com pessoas próximas do local onde esta, claro que você não deve se meter com os mais esquisitos do bairro, mas a essência do viajante necessita de uma carona pra chegar ao seu destino!

Presentinhos

Quando vamos a um lugar diferente temos aquela vontade louca de sair comprando tudo quanto é bugiganga pra família inteira, e isso é um problema. Normalmente as lojas de souvenir já cobram um pouco mais caro por seus itens, pois sabem que os turistas vão pagar se gostarem, mas você pode fugir disso se tiver controle.

Traga lembrancinhas, mas não deixe isto tomar conta da sua viagem!
Ao invés de comprar um item para cada membro da família que vive com você, você pode comprar um item de decoração que vai ficar exposto na casa e todos poderão ver. Outra dica legal é buscar por coisas diferentes que sabe que não poderá encontrar onde você mora ou em locais que você já frequenta.  

Se quiser presentear cada pessoa individualmente, faça uma lista das pessoas realmente mais próximas de você e anote o que comprou para elas caso passe em mais de um destino, assim não correrá o risco de comprar duas vezes um presente para a mesma pessoa. Pode parecer chato ter que selecionar quem e quanto vão ganhar de presente, mas você precisa lembrar que se ficar caçando coisas para os outros vai acabar perdendo um tempo que seria legal usar conhecendo lugares interessantes.

Encomendas

Evite aceitar encomendas do tipo "quando você comprar a gente acerta". Se quiserem que você traga algo, o ideal é que a pessoa já te dê o dinheiro (hoje em dia a internet permite a pesquisa de preços à distância). Se a viagem for internacional, peça que te enviem o dinheiro já trocado e você se compromete em trazer o troco (ou o dinheiro de volta caso não encontre o item encomendado).

Fique atento também ao tipo e valor da encomenda, em viagens internacionais existe um valor mínimo para que não seja necessária a cobrança de impostos, então se o valor do item ultrapassa esse mínimo, já cobre o valor do imposto para não precisar sair nada de sua carteira (e que depois pode fazer falta).

Não se preocupe com as encomendas, faça se achar que vale a pena, pois elas só atrapalhar sua viagem
Em caso de viagens muito longas, nem pegue os pedidos do pessoal, viajante nenhum é garçom de muamba para ficar trazendo tudo o que os outros querem! Na prática, traga se encontrar no caminho, não se mate para trazer encomendas de amigos, parentes, papagaio e periquito, pois você quem vai perder sua viagem para fazer isso. Fica a dica!

Pontos Turísticos Pagos

Muitos pontos turísticos não têm preço fixo para entrada. Por isso vale a pena pesquisar onde você pretende visitar antes de viajar e ter uma ideia de quanto custa para visitar o local. Muitas cidades possuem cupons de descontos, ou até mesmo dias em atrações são gratuitas (como os museus da cidade de São Paulo). Vale ir atras destes vouchers, pois é um dinheiro que você já pretendia gastar mas podendo economizar é sempre bom.

Empire State é um passeio pago, mas faz parte da viagem se quiser conhecer Nova York
É possível fazer viagens com preços incrivelmente baixos e ainda sim aproveitar muito. Fuja dos pacotes, "promoções", verifique direito todas as condições e datas de todos os itens inclusos. Montar sua própria viagem é invariavelmente mais barato do que recorrer a agencias, sem contar que já te coloca no clima do lugar que pretende ir. Então aproveite nossas dicas e se você já fez viagens com quase nada de dinheiro no bolso, conte para gente no Por Onde Fui!