Super Banner

sexta-feira, 24 de abril de 2015

Assistimos Vingadores: Era de Ultron e Que Surpresa...

Depois de muita espera e angustia nós do Por Onde Vamos pudemos fazer nosso passeio até o cinema mais próximo para assistirmos Vingadores: Era de Ultron, regados a muita pipoca e refrigerante para animar ainda mais esta noite tão importante para quem adora o universo cinematográfico da Marvel.

Antes de começar nossa crítica, recomendamos fortemente que toque a música tema dos Vingadores até o final da leitura, vai tornar sua experiencia muito mais interessante!


Música épica no volume máximo, então vamos para a crítica e não se preocupe com spoilers pois não queremos estragar sua experiencia!

Crítica

De cara vemos que neste novo filme não teremos muita explicação com relação aos personagens, a Marvel teve outros mil filmes para contar a história e formar a personalidade de cada um. Vemos uma equipe entrosada, tanto de heróis quanto de atores, tudo muito bem equilibrado no ponto certo.

Todos os vingadores reunidos em uma cena com uma ótima fotografia

Acreditamos que as mudanças propostas por Joss Whedon, de tornar o filme mais complexo e ligeiramente mais sombrio (não tanto quando demonstrava nos trailers) trouxe um animo novo e novos desafios para o grupo. Já não vemos um Hulk totalmente descontrolado mas vemos um Tony Stark mais audacioso e um Thor mais maduro. Mesmo não havendo tempo hábil para todos terem uma participação fundamental, todos apareceram de maneira equilibrada e deu importância singular ao personagem, excelente, pois é muito difícil de se alcançar isto em um filme.

A famosa Hulkbuster, construída para segurar o verdão Hulk
A inclusão da Feiticeira Escarlate e Mércurio (que até onde lembramos, não foram chamados assim no filme haha) foi bem natural e agregaram valor na história apesar da fraca motivação dos gêmeos. Sua transição para o lado dos Vingadores foi muito bem construída e já puxamos o lado para falar daquele que roubou a cena no filme, Jeremy Renner, gavião arqueiro, um herói que de poderoso não tem nada comparado aos outros, mas o coração pesou, o senso de união e o trabalho em equipe que ele conseguiu conduzir, excelente papel!

Feiticeira Escarlate e Mércurio em Era de Ultron
Os alívios cômicos assim como no primeiro filme foram muito bem colocados de maneira a quebrar os momentos de tensão e soltar aquela gargalhada gostosa de toda a plateia do cinema. Não houve piadas forçadas e nem sem sentido, muitas tiradas boas que valem a pena.

Quanto a Ultron, o vilão, vemos que ele age quase como uma criança birrenta, mas não de maneira pejorativa, vemos que ele esta lá realmente para o que foi projetado a fazer, porém com a perspectiva errada. O robô vilão tem personalidade muito interessante, de maneira a não aceitar o domínio do homem sobre a máquina se rebelando contra o criador. Os planos, diretrizes e tramoias de Ultron são bem feitas e chegam a ponto de você torcer por ele em alguns momentos do filme, mesmo sabendo que os Vingadores irão vencer no final.   

Ultron em Vingadores: Era de Ultron
Ponto interessante de se comentar é a inclusão do personagem Visão, surpreendeu muito a atuação de Paul Bettany e a sutileza no qual foi conduzido ao longo do filme. Por outro lado esperávamos mais participação de Andy Serkis que acabou sendo um personagem rápido e sem sentido (mas com aquele cheiro que vai aparecer novamente em outros filmes).

Paul Bettany como Visão
Vemos em Vingadores: Era de Ultron, uma tentativa bem sucedida de mostrar que os problemas relativos a vilões não atingem mais pontos específicos do planeta, que agora são em escala global, estão na África, Ásia e Europa. Não há mais como contar problemas locais como nos outros filmes da Marvel ou mesmo no primeiro filme dos Vingadores, onde ocorreu a batalha de Nova York.

Acreditamos que neste filme temos o reinicio de uma aventura, que somente terá seu fim na terceira fase da Marvel com a Guerra Infinita, passando pelo filme do Capitão América: Guerra Civil. Talvez algumas pessoas tenham saído do cinema sentindo um incomodo de não ter visto uma história totalmente fechada, apesar de ter seu começo meio e fim, vemos que esse time já prevê problemas muito maiores no futuro.

Todos Vingadores do filme reunidos!
Nosso veredito final é que Vingadores: Era de Ultron é um filme excelente e imperdível, possui suas pontas soltas mas que não afetam a diversão e a experiencia de ver aquela constelação de atores formando um longa metragem muito coeso, com um roteiro muito bem feito, mesmo que simples.

Não deixem de ir aos cinemas para conferir o encerramento da segunda fase da Marvel nas telonas!
Jogando lenha na fogueira, a DC precisa revolucionar com seu próximo longa Batman v Superman, pois a concorrência esta muito a frente. Montar este nível de ligações entre filmes e histórias é algo muito novo no cinema e que não sabemos quem mais tem Know How para tal feito, fica a dica hein?

Notas: 
Pedro - 10
Catarina - 10
Comentário comum aos dois: Só não é 11 porque não dá