Super Banner

sexta-feira, 10 de abril de 2015

Assistimos Velozes e Furiosos 7: Muita Ação e Muita Emoção!

Mais uma vez o Por Onde Vamos foi ao cinema, e agora para conferir o tão esperado Velozes e Furiosos 7, que ganhou maior notoriedade devido a morte do ator Paul Walker, protagonista da saga.

Um dos diversos pôsteres de Velozes e Furiosos 7
Evitaremos o máximo possível spoilers para não estragar a experiência de quem não assistiu, então vamos a nossa critica:

Tudo em Velozes e Furiosos 7 nos dizia que poderia dar muito errado, pois temos uma saga que já está com muitos episódios, que desgastou  o público em alguns momentos, que perdeu seu ator principal em um acidente trágico e além disto tudo somado, temos o fato que a franquia nunca foi um primor de roteiro.
Equipe de Toretto reunida em Velozes e Furiosos 7
Mas o que vemos neste filme é surpreendente! Temos um elenco extremamente bem entrosado, com excelentes falas e alívios cômicos colocados nos lugares e momentos certos. Personagens antes antagonistas como Hobbs (Dwayne Johnson, vulgo The Rock), passa a agir como um integrante importante da família Toretto.

Acreditamos em todas as cenas que ali  eles realmente são uma família, ou pelo menos grandes amigos, e este sentimento é extremamente bem transmitido para os espectadores, a ponto de você se importar com aqueles personagens e querer que todos eles vivam, mesmo sabendo que um deles já não esta mais entre nós.

A trama como um todo não tem nada de fantástico, temos as típicas cenas galhofas, com muitas explosões, perseguições alucinantes e muita destruição (em alguns momentos lembram os filmes do Michael Bay). Porém, a trama em si fica em segundo plano, pois todas as atenções estão voltadas para o relacionamento dos personagens, ponto extremamente raro em filmes de ação.

Os efeitos especiais do filme estão excelentes, muito bem construídos e colocados. Isto não significa que as cenas fazem sentido, apesar de coerentes hahaha (vide a cena do carro saindo do prédio, não é spoiler). Assistimos em 3D e o efeito foi confortável aos olhos, mas assistir sem os óculos em uma sala normal não mudará a experiência.

Cenas de ação absurdas mas muito divertidas!
Acreditamos que a série teve uma mudança drástica a partir do quarto filme, que direcionou a trama até os longas mais recente, culminando em Velozes e Furiosos 7, que por sinal teve bons pedaços do filme reescritos por causa da morte de Paul Walker. As composições de cenas utilizando os irmãos do ator foram muito bem feitas, a ponto de serem quase imperceptíveis até para quem tem olhos clínicos.

Nossas considerações finais são que Velozes e Furiosos 7 vale o ingresso, vale a diversão e a emoção de ver como um elenco inteiro foi afetado por uma perda de um grande amigo para o qual foi feita uma homenagem digna de palmas e lagrimas de muita gente no cinema. Ficamos sim tocados, complicado eram aquelas gotas que caiam dos nossos olhos devido a uma constante coceira (haha).

Uma digna homenagem ao ator Paul Walker
Como de costume deixamos nossas notas:

Pedro: 9,5 (pois a Letty é uma personagem fraca e sem expressão desde que voltou à série)
Catarina: 8,0 (cumpriu a proposta e trouxe cenas de ação divertidas mesmo sendo mentirosas)