Super Banner

quinta-feira, 5 de fevereiro de 2015

Por Onde Fui: As Surpresas Emocionantes de Bonito - Por Angélica Halcsik

No Por Onde Fui de hoje temos a Angélica Halcsik contando sua história sobre Bonito no Mato Grosso mostrando que não é a toa que tem este nome! Envie seu texto você também!

Por Angélica Halcsik

As Surpresas Emocionantes de Bonito

Escrever sobre viagens é sempre um prazer, o difícil é colocar em palavras toda aquela sensação de renovação, descoberta e felicidade que se passa quando estamos viajando. Cada viagem tem algo que marca, seja um cheiro, um local ou até mesmo uma música. É lógico que a companhia também faz toda a diferença. 

O local escolhido para contar a minha experiência é Bonito, no Mato Grosso do Sul. Nunca sonhei ou tive vontade de conhecer lá, mas meu noivo era apaixonado e conseguiu me convencer, e a viagem foi inesquecível. 
Um belo céu azul e muita natureza
Bonito é uma cidade cheia de cavernas, grutas, rios, cachoeiras, tudo do jeito que gosto. Não só os locais são bonitos, como também são superconservados por todos os moradores. Se você gosta de ecoturismo, é o local perfeito para conhecer e aproveitar. Se você gosta de animais e meio ambiente, vai se sentir no paraíso. Mas se você estiver pensando, “ah eu não tenho este perfil”, não tem problema, com certeza vai gostar também. Bonito é assim: atrai desde um amante de aventura até alguém que nunca fez nada parecido. 

Como eu e meu noivo não ficamos por mais de uma semana, não tivemos tempo, infelizmente, de conhecer todos os lugares. Acho que para quem quiser conhecer tudo, sugiro ficar, no mínimo, duas semanas. Mas se você não tem tempo, não tem problema, em menos de 1 semana dá para aproveitar muito.

Para quem é sedentário, recomendo praticar umas caminhadas antes de ir, pois pode sentir algumas dificuldades nas trilhas até as grutas. 

O principal passeio é a Gruta do Lago Azul. Dentro da caverna é possível ver um lago azul com dimensões que a tornam uma das maiores cavidades inundadas do mundo. Vale ir de roupas leves e com tênis antiderrapante, já que o local é molhado e escorregadio. Como a iluminação é muito diferente, é interessante levar uma máquina fotográfica com uma qualidade melhor para conseguir ângulos diferentes e bons. Os guias também auxiliam muito nessa parte, já que conhecem todos os esquemas para a foto sair legal e conseguir pegar o azul clarinho do lago. 

Impressionante a cor da água do lago!
Fomos também ao Buraco das Araras, porém infelizmente no horário em que estávamos lá, não conseguimos ver muitas araras, mas a paisagem é linda. É quase como um abismo, que antigamente era um lixão e abrange uma gama de araras para se observar. O local se localiza em Jardim, perto de Bonito. Como pode ser visto na foto abaixo, para andar por lá, eles recomendam usar um chapéu ou boné, como estava sem, tive que ir com esse chapéu lindo haha.

Chapéu ou boné é a recomendação do lugar!
Apesar de a Gruta do Lago Azul ser impressionante, a que eu mais gostei foi a Gruta de São Miguel, pois lá foi possível conhecer um mundo completamente diferente, saber sobre pedras, ver morcegos e aprender a valorizar mais a geologia. Mas para quem é claustrofóbico ou não curte um pouco de geologia, acho que dá para ir em outro passeio, ao invés de gastar com esse.

Gruta de São Miguel
Deve-se lembrar que a maioria dos passeios não são dentro da cidade de Bonito, mas sim em fazendas localizadas em cidades próximas, portanto é interessante ou alugar um carro ou fechar com agências de viagem em Bonito, por causa do transporte.

Para quem gosta de água, não tem como deixar de passear pelos rios e cachoeiras. Como nunca havíamos flutuado ou mergulhado, acabamos decidindo fazer a flutuação no Rio da Prata, que foi genial. Não se preocupe, você não precisa saber nadar para fazer isso, apenas não ter medo e aceitar se divertir. Os guias passam orientações sobre a flutuação e treinam com o equipamento antes de começar. 

É fornecida a roupa de neoprene e o colete salva-vidas como forma de segurança. Lá embaixo é possível ver uma água clarinha, com muitos peixes nadando ao seu lado, alguns até encostando em você e são enormes. Tem uma parte do trajeto da flutuação em que é possível mergulhar numa parte profundo do rio, a erupção. Como há muitos rios lá, você tem a possibilidade de escolher em qual quer fazer o passeio.

Águas cristalinas exibem toda a natureza da região
Ir com uma galera divertida pode deixar o tour mais engraçado, já que dá para fazer o passeio no bote no rio Formoso e se divertir com seus amigos. São 40 minutos descendo o rio com muita diversão, muita guerrinha de água, vista linda e corredeiras. Perca o medo e aproveite! 

O último passeio foi no Rio do Peixe, em que há uma pequena trilha, na qual no caminho há vários pontos de paradas para conhecer cachoeiras, pular do trampolim, praticar tirolesa e se molhar muito. Além disso, é possível alimentar os macaquinhos que estão acostumados com a presença de visitantes e segurar as araras domesticadas, que, para uma amante de animais como eu, foi a melhor parte do passeio.

Eu segurando uma Arara
Como optamos por um hotel um pouco mais relaxante para ficarmos mais à vontade, acabamos gastando um pouco mais e nos hospedando em um eco resort. No entanto, para quem quer economizar, Bonito tem uma variedade de hotéis e pousadas e dá para aproveitar pagando pouco. A cidade tem um aeroporto, porém fomos de avião de São Paulo até Campo Grande e de lá pegamos uma van que demorou umas 4 horas para nos levar até o resort. 

Não se esqueça de checar se as vacinas estão em dia e de levar protetor solar e repelente. Também recomendo levar roupas leves, chinelos e um boné ou chapéu. Escolha Bonito e o passeio te trará surpresas emocionantes!