Super Banner

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Por Onde Ir: Paraty, a Mistura da História com o Ecoturismo

A dica do Por Onde Ir dessa semana é para aqueles que gostam de curtir a natureza, gostam de eventos e de histórias!


Paraty é o lugar ideal para a mistura de sossego e curtição, além de muito aprendizado com um visual lindo, rico em natureza! É devido a essa diversidade que é um destino que atrai todos os tipos de pessoas em todas as idades.

O Que Fazer Por Lá?

Paraty é uma cidade não muito grande mas com muitas opções do que fazer. Você pode ir para conhecer as belas praias e ilhas, você pode ir para visitar museus e aprender um pouco mais de história do lugar e do país, você pode ir para participar da FLIP (famosa Feira Literária Internacional de Paraty) ou simplesmente relaxar!

Como o leque de opção é bem extenso, vamos deixar aqui algumas das principais opções do que fazer por lá:

Chafariz do Pedreira

Construído em 1703, o chafariz que é feito de mármore branco fica no Morro do Forte. Foi construído para abastecer a cidade de água, levada em tubos de pedra talhada. Era ali que as lavadeiras marcavam de se encontrar e onde os tropeiros serviam água para seus animais. Fica situado na entrada do Centro Histórico de Paraty.  


Cruz das Almas

Não é bem uma capela porque fica ao ar livre, como um altar de alvenaria na rua. Foi construído em 1703 e é conhecida pelos mais velhos como "Santa Cruz dos Enforcados" e eles não passam por ela depois que já anoiteceu. Dizem que os condenados rezavam nessa cruz antes de serem justiçados e que como muitos inocentes pagaram por crimes que não cometeram, acreditam que seja muito milagrosa. Segundo a lenda, todas as promessas feitas nela devem ser cumpridas à risca para que as almas não venham perturbar durante a noite aqueles que não cumprirem as promessas.


Centro Histórico

O centro histórico de Paraty merece atenção especial. Apesar de ser possível encontrar os casarões por toda a cidade, no centro histórico esses casarões preservados foram transformados em lojas e restaurantes, mas tudo mantendo a arquitetura original e até as pedras no chão da rua. Ali você encontra de tudo, de roupas à souvenires, só é preciso tomar cuidado onde pisa para não tropeçar ou torcer o pé. O ideal é que use um sapato baixo e confortável porque o piso é bem traiçoeiro. Se for visitar o centro depois de chuva, cuidado porque ele é bastante escorregadio por causa das pedras. Algumas ruas do centro histórico alagam dependendo da maré, então vale a pena perguntar para os locais sobre o acesso ao centro histórico.   


Forte Defensor Perpétuo de Paraty

Construído em 1703 para defender a cidade dos ataques piratas, o forte oferece uma volta ao tempo. Lá você encontra vestígios da muralha de pedra e alguns canhões. Nesses canhões pode ser observado o antigo símbolo do império e dizem que foi no Forte Defensor que foi construída a Capela de São Roque, padroeiro do povoado. Esse forte tinha também uma importância bastante relevante para a coroa portuguesa, pois era lá que o ouro extraído de Minas Gerais era recebido. 


Trindade

Trindade é uma vila de pescadores cuja população começou com os piratas saqueadores. É um lugar muito bonito cercado por mata e um visual deslumbrante. Hoje em dia o acesso é muito mais fácil porque as estradas foram asfaltadas, mas a praia e a natureza são muito conservadas. É lá onde você pode encontrar mais facilidade para acampar, e é onde os surfistas também se reúnem para pegar uma onda em uma das praias de tombo. Você pode encontrar bastante gente alternativa por esses lados!


Passeio de Barco

Paraty oferece uma ampla gama de opções para passeios de barco. Você pode contratar barcos para viajar com seus amigos ou formar grupos nos hotéis ou pousadas. Nesse caso é pago um valor acertado com o barqueiro e ele te leva nas praias que você deseja conhecer, a vantagem é que assim ele vai e fica onde você quer pelo tempo que você quiser. 
Há também opções de escuna, com grupos maiores de pessoas e por isso o valor é um pouco mais barato. No entanto, você não pode escolher as praias/ilhas, só tem a opção de não desembarcar da escuna nas paradas. Outro problema é que com esse método as paradas tem tempo determinado e você é obrigado a voltar para a escuna para seguir viagem.  


Onde Ficar?


A cidade oferece muitas opções de hospedagem. Você pode escolher entre pousadas, hotéis, albergues e até imóveis para alugar, que são bastante concorridos durante a alta temporada. 

A pousada que recomendamos é a Pousada Villa Harmonia.
Essa pousada fica perto do centro histórico, oferece estacionamento, piscina, sala de leitura, churrasqueira, salão de jogos e todo o conforto que você procura para descansar de maneira confortável. Os quartos são limpos e oferecem muito conforto com simplicidade.

Pousada Villa Harmonia - Paraty - Rio de Janeiro
Pousada Villa Harmonia - Reprodução do Site
O café da manhã é sensacional, você tem que tomar cuidado para não sair rolando logo cedo! E o atendimento é excelente.

Pousada Villa Harmonia - Paraty - Rio de Janeiro
Buffet da Pousada Villa Harmonia - Reprodução do Site
A única exigência do local é que sejam fornecidos os nomes dos acompanhantes para verificação no momento do check-in. Todos devem portar documentos de identificação e os menores de 18 anos precisam apresentar uma autorização que justifique a viagem com pessoas que não são seus pais ou responsáveis.

Pousada Villa Harmonia - Paraty - Rio de Janeiro
Piscina da Pousada Villa Harmonia - Reprodução do Site
Os preços variam entre os tipos de quarto e alta e baixa temporada. Não são super baratos, mas são bem justos para o serviço oferecido.

Onde Fica e Como Chegar?

Paraty fica no estado do Rio de Janeiro, no litoral sul do estado, a 258 km da capital Rio de Janeiro.
Para quem vai de São Paulo, é só pegar a Rodovia Dutra sentido Rio de Janeiro até a Av. Roberto Silveira em Paraty. Para quem vai do Rio de Janeiro, é só seguir pela Rodovia Gov. Mário Covas.



Precauções


Como se trata de uma cidade litorânea, porém cercada de mata, é muito importante não esquecer o repelente. 
Cuidado com os dias sem sol e de mormaço, a gente acha que não, mas queima sim e é muito recomendável passar o protetor solar mesmo durante os passeios pelo centro histórico.
Em dias de chuva, que são frequentes, é importante tomar cuidado com as entradas e saídas da cidade devido aos deslizamentos de terra (que ocorrem mais frequentemente durante as estações com pancadas de chuva) e atento à maré antes de visitar algumas ruas do centro histórico da cidade.
Como a cidade é bastante movimentada, cuidados básicos com seus pertences nunca é demais.

Considerações Finais


Paraty não é um destino que se conhece tudo em uma passagem só. É preciso (e vale a pena) voltar várias vezes para rever lugares marcantes ou conhecer pontos novos. 
A cidade atende a todos os tipos de público, então é uma ótima pedida para quem gosta de aproveitar as viagens e fazer novas amizades também!