Super Banner

segunda-feira, 24 de novembro de 2014

Por Onde Fui: Conhecendo Porto de Galinhas - Por Mariana Pallotta

E o Por Onde Fui desta semana é dentro do Brasil, mais especificamente em Porto de Galinhas, este paraíso belíssimo no nordeste do nosso país foi visitado pela Mariana Pallotta então confira como foi a passagem dela por lá!

Por Mariana Pallotta 

Conhecendo Porto de Galinhas

Eu e meu marido escolhemos passar um fim de semana em Porto de Galinhas para comemorar nosso primeiro aniversário de casamento e posso adiantar, não tem passeio a dois melhor do que esse!

O distrito de Porto de Galinhas pertence ao município de Ipojuca e fica a cerca de 60km de Recife, capital de Pernambuco. Partindo do aeroporto translado é fácil de se conseguir, há diversas empresas de turismo que operam esse trecho por preços interessantes, assim como locadoras de carros. Optamos por alugar um carro, pois escolhemos uma pousada um pouco mais afastada do centrinho, para não termos que nos preocupar com táxi.

O principal passeio a se fazer em Porto de Galinhas é conhecer as piscinas naturais da praia central. É o tipo de coisa que não se pode sair de lá sem conhecer, mesmo! Mas para isso é necessário certa programação, pra poder aproveitar ao máximo as belezas do lugar. As piscinas só são visíveis e os arrecifes acessíveis a pé na maré baixa, que ocorre duas vezes no dia em horários que variam conforme fase da Lua, então uma boa dica é consultar a tabua de marés do local (que alguns hotéis a fornecem, se não uma rápida pesquisa no Google resolve) para planejar o passeio. O ideal, segundo o pessoal de lá, é maré abaixo de 0.5m.

Chegando na praia tínhamos duas opções: ou tentar chegar nos arrecifes por conta, atravessando a água até alcança-los, o que era possível já que a maré estava baixa, ou pegar umas das váaaaaarias jangadas disponíveis que nos levaria aos locais mais interessantes e nos traria de volta em segurança (afinal a maré sobe muito rápido, é um pouco arriscado ir a pé e não conseguir voltar!). Então acabamos optando pela jangada, que tem preço fixo por pessoa, não é assim muito barato por só 45 min de passeio, mas valeu muito a pena!

Jangadas nos Arrecifes

Foi lindo! Nunca havia visitado uma praia tão bonita e com tanta vida como esta! É um aquário a céu aberto, você vê os ouriços do mar meio escondidos nos buraquinhos dos arrecifes (alias, chinelo é item obrigatório, ninguém vai querer pisar num bichinho desses, imagina a dor!), peixinhos de todos os tamanhos e cores nas várias piscinas que se formam quando a maré abaixa. O jangadeiro fornece ração pra gente dar pros peixinhos e eles vêm comer na sua mão, e às vezes até mordiscar seu dedo que nem fez comigo! Rs.

Os Peixinhos comendo na minha mão
Pontal do Maracaípe
Somente em algumas piscinas é permitido o banho, alias o controle ambiental lá é bem forte para não desequilibrar esse ecossistema tão frágil. Paramos numa dessas e pudemos dar comida para os peixinhos direto na água, com eles te rodeando! Voltei encantada, os 45 min foi muito pouco, queria ter ficado lá mais umas três horas só admirando!

A piscina em formato do mapa do Brasil
(usando um pouco a imaginação)
Outro passeio que fizemos foi ao Pontal de Maracaípe, que fica a uns 5 ou 6km do centrinho. Esse é o local onde o Rio Maracaípe se encontra com o mar, em forma de pontal. A imensidão do lugar impressiona, principalmente porque quando chegamos lá a maré ainda estava baixa e a faixa de areia era muito grande. Uma praia linda, imensa, com as águas cristalinas do rio chegando no mar. Dizem que o pôr do sol visto do Pontal (na direção do rio) é uma das coisas mais bonitas de se ver!


O centrinho de Porto de Galinhas tem uma boa infra-estrutura, com opções de restaurantes, quiosques e muitas lojinhas de artesanato local.



Um fim de semana foi pouco, não conseguimos explorar tudo, ficou faltando as praias de Muro Alto e do Cupê, mas ficamos com gostinho de quero mais e assim que tivermos outra oportunidade voltamos para desfrutar mais um pouco desse paraíso!